Blog do Rapha Coutinho

BEM VINDOS AO FANTÁSTICO MUNDO VIRTUAL DE RAPHA COUTINHO

sábado, 27 de março de 2010

Doe Orgãos, Doe Vida

E por falar em vida,

Aí vai um video pra você que ama tanto sua vida.
Quando vi esse video, vi umas 300 x seguidas, JURO
Procurei pela musica que por sinal é boa DEMAIS, e decobri que essa musica foi feita
especialmete para esse comercial.
E assim então, decidi que eu quero ser um doador.
Porque você sendo um doador mesmo depois que nao estiver mais aqui,
vc pode se fazer presente.




Rapha Coutinho

4 comentários:

krolzinha disse...

que chick este blogue genteeeee =]
que chick ta ficando vc no teatro municipal de osasco é?
Que Deus abençõe vc e sua carreira...
Bjinhus da sua amiga
Carol

Helton Fagundes disse...

Válido o apoio a campanha de doação de órgãos, qdo se pode ajudar alguém a viver melhor, dispondo de algo que não nos fará falta ou que não nos será mais útil, sempre devemos fazê-lo, incentiva tb a doação de sangue Rapha... parabéns...

Helton Fagundes disse...

Achei pertinete e resolvi postar aqui, sei que é meio grande, mas vale a pena ler e refletir, bela inspiração teve Carlos Omar Vilella Gomes ao escrever esse poema:

"A culpa é tua"

Se não estás aqui não tenho culpa,

Mas se eu estou aqui, a culpa é tua!

Não soube dos teus trancos e teus sonhos,

Nem lembro dos teus passos pelas ruas.

Não respirei teus medos e silêncios,

Nem tive o teu rosto em minhas mãos...


Não sei a dimensão dos teus momentos

Mas trago, a me levar, teu coração!

O nó da minha garganta desatou-se

Logo depois que tua voz calou-se...

Eu não sei onde nem por que razão.

Se não estás aqui, não tenho culpa,


Mas se eu estou aqui, a culpa é tua!

Se hoje sigo meus trancos e meus sonhos,

Se ainda gasto passos pelas ruas.

Te foste, mas ficaste, simplesmente,

Na minha vida, entregando mais que o bem;


Navegando no olhar de um outro alguém,

Que há pouco só mirava escuridão...

Te indago com espanto e com respeito:

Bem mais que o sangue pulsando no meu peito,

Qual o tamanho do teu coração?

Em algum canto, um pai, sem ar, em uma cama...


Em outro, as sombras de uma mãe em dissabor;

Os filhos pela volta, cabisbaixos,

Impotentes, mesmo tendo tanto amor.

Logo adiante, um piá contava as horas

Vendo seu sangue circular por um motor!


Daí a pouco, o terror de uma tragédia,

Uma vida que acabara sem querer;

A pior dor pesando a cruz de uma família,

Em seu calvário, carregado de sofrer...

Bendita luz de Deus, que nunca cega!

Pois a dor, em doação, se fez entrega


E dessa morte outros puderam renascer!

È o milagre da vida que veio através de ti,

Pelos frutos dessa entrega que semeaste por aí...

No pai que passa, risonho, trazendo o filho no colo,

Na mãe que enxerga suas crias brincando frente aos seus olhos...

No piá que corre faceiro, tenteando algum bem-te-vi!


O coração é um órgão

De carne e de pulsação...

Que se transforma em poesia

No ato da doação.

Pois quando se doa um órgão


Se tem a exata medida

Que o amor que plantamos

É bem maior que esta vida.

Se não estás aqui não tenho culpa,

Mas se eu estou aqui, a culpa é tua!

Também por outros, com seus trancos e seus sonhos,


Também por outros, com seus passos pelas ruas.

Bendita seja a família que respeitou tua vontade...

Bendita história de alguém que soube amar de verdade

E entregou esse amor em forma de doação!

Te indago com espanto e com respeito:


Bem mais que o sangue pulsando no meu peito,

Qual o tamanho do teu coração?

Comunicação disse...

Olá Helton,
Lembrando que o principal passo para se tornar um doador de órgãos é conversar com a família e deixar claro o seu desejo de ser doador. Não é preciso deixar nada por escrito. Porém só eles podem autorizar o procedimento. Saiba mais sobre o tema no link: http://bit.ly/cHLx34 e divulgue.
Para mais informações: fernanda.scavacini@saude.gov.br
Minisério da Saúde

Postar um comentário

Bora comentar??

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...